Archive

Posts Tagged ‘Mercy’

Mercy – 1×06/07: The Last Thing I Said Was/Destiny, Meet My Daughter, Veronica

15 novembro, 2009 Deixe um comentário

NUP_137284_0017

Mercy é minha maior surpresa da Fall Season. A série poderia ser um grande erro como foram os casos de outras tentativas de séries médicas (Three Rivers e Trauma), mas acertou na medida e vem emocionando, criando ótimas situações e é claro, como já dito, sendo a maior surpresa da temporada. Leia mais…

Categorias:Mercy Tags:

Mercy – 1×05: You Lost Me With the Cinder Block

26 outubro, 2009 Deixe um comentário

mercy1x05

“You Lost Me With the Cinder Block” poderia ter sido o episódio mais fraco de Mercy, mas assim como foi chegando o seu final, sua redenção também chegou.

Leia mais…

Categorias:Mercy Tags:

Mercy – 1×04: Pulling the Goalie

19 outubro, 2009 2 comentários

NUP_136939_0258-550x365

Mercy talvez seja a série médica menos médica em exibição e isso ao contrario do que muitos podem pensar é bom, muito bom. Leia mais…

Categorias:Mercy Tags:

Mercy – 1×01, 1×02 e 1×03: “Can we get that drink now?”, “I Believe You Conrad” e “Hope You’re Good, Smiley Face ”

13 outubro, 2009 4 comentários

Mercy

Grey’s Anatomy, House, Private Practice, Hawthorne, Nurse Jackie, Three Rivers, Trauma… mais alguma? Sim, pelo menos mais uma. Leia mais…

Categorias:Mercy Tags:

comentando pilotos

27 setembro, 2009 4 comentários

Agora sim, semana cheia de séries e falta de tempo para vida social, esse é o charme da Fall Season, daqui a pouco vou implorar pelo retorno da minha vida social, mas até lá, estou no céu.

Essa semana literalmente foi on fire em termos de série. Teve de tudo, comédia, drama, ação, sci-fi e muita, mas muita porcaria. Mas como os seriadores já disseram, o verdadeiro fã de séries vive de guilty pleasures, por as melhores séries são as ruins (ok, depois da vírgula é fala minha), mas enfim, é até difícil decidir por onde começar.

Community, Cougar Town, Eastwick, Modern Family, The Good Wife, The Forgotten, Bored to Death, NCIS: Los Angeles, Trinity, Mercy…

community

Community: Simplesmente o melhor piloto de comédia (sitcom) da temporada. O elenco é bom, o roteiro é bom e as situações são ainda melhores. Gamei em Community. Adorei o clima mais clean da série, tudo é bonitinho, engraçadinho e promete arrancar milhares de risadas ao longo da temporada. Community é fortíssima candidata a roubar o lugar de sitcom preferido meu de 30 Rock. Vou chamar logo o tio Paul para trazer o segundo episódio da série para o meu PC.

Cougar Town: Vergonha alheia às vezes pode ser boa, como por exemplo, você, mãe, nunca faça sexo oral no seu namoradinho com a casa toda aberta e seu filho podendo entrar a qualquer momento, tá, fica a super dica. Não, esse blog não fala dessas (gesto caricato de Courtney Cox com as mãos), mas enfim, Cougar Town deu essa mensagem, porque nada além disso foi transmitido. O piloto é algo extremamente ridículo. Uma tentativa mais que falha de Addison Montgomery com Susan Mayer. Cox não convence e Cougar Town É A PIOR ESTREIA DA TEMPORADA! Parabéns!

Eastwick: Boba, boba, boba, mas eu gostei. Como lidar com uma situação dessas? Enfim, não sei, guilty pleasure é guilty pleasure e eu acabei de adquirir o meu prazer culposo da temporada, ok, eu tenho outros, mas Eastwick é muita culpa. A série é boba demais. Tem o Alex Meade que sempre foi mulher e está pegando o Matt Dallas (suspeito) e ainda por cima consegue ver o futuro. Tem a japonesinha de Lipstick Jungle que consegue controlar as pessoas com o olhar, ela é toda nerd e fofa e é apaixonada pelo nerd malhado (Clark Kent) do jornal. Depois tem a ruivinha, que em 2002 (projeto original) seria interpretada pela Marcia Cross e tem um marido vagabundo e com dom “divino” consegue fazer as coisas acontecerem (ou controlar a natureza). Ai tem o cara fodão, que eu acho que teria de ser interpretado pelo William Baldwin e que pelo que eu fiquei sabendo é o diabo. Enfim, Eastwick é tão guilty pleasure, tão guilty pleasure que até os nomes eu evitei, mas enfim, fui fisgado.

Modern Family: Poderia ser o mico da temporada, mas não é e logo atrás de Community, é o segundo melhor sitcom da temporada. É engraçadinha. Cheinha de clichês bem aproveitados e tem Sofia Vergara e o casal gay mais engraçado da televisão mundial. Não tem como não gostar. E ainda por cima teve uma cena épica, a releitura de Rei Leão, me falem que não foi demais.

The Good Wife: Não é segredo para ninguém, The Good Wife era uma das séries mais esperadas por mim. E confesso quase me decepcionei, mas no fim acabei amando. Eu jurava que a série iria ficar mais focada nos escândalo sexual, mas não ficou. Julianna Margulies acabou virando uma advogada e passou praticamente todo episódio investigando um caso. É sério, queria ver o lado mãe e mulher da personagem traída, não, a trabalhadora. Mas enfim, mesmo assim o piloto convenceu e é um dos melhores exibidos até agora. Quero muito o segundo episódio e torço para que a série tome novos rumos.

The Forgotten: Chata. Simplesmente chata. Peçam para Christian Slater voltar para o cinema, por essa é mais uma série com ele no elenco que não cola.

Bored To Death: Não sou muito fã de produções non sense, mas é HBO, eu tive que conferir. É engraçado e tudo mais, o piloto é realmente bom e tem Ted Danson com viciado em maconha muuuuuito legal, mas acho que comigo não rola por mais episódios. Mas é boa.

NCIS: Los Angeles: Sempre odiei séries policiais. Sempre. Mas NCIS: LA não é tão boring quanto às outras. Gostei do episódio, alias, gostei dos personagens. O elenco é bem carismático, tem até o Dr. Finn de Grey’s Anatomy como protagonista. Vale a pena ver. E eu vou continuar vendo por mais alguns episódios.

Trinity: Porcaria. Essa palavra define a produção britânica que tenta misturar elementos teens com mistério, sexo e coisas do tipo. A série (minissérie na verdade) é muito ruim. Cheia de momentos de vergonha alheia. Mas algo me faz ver o próximo episódio, porque aquelas cenas exibidas no final de tudo eram demais. Quem sabe. Guilty Pleasure? Muito provavelmente. Mas se a produção não sofrer um choque de qualidade no próximo eu paro, juro!

Mercy: Simplesmente a melhor série sobre enfermeiros no ar, esqueçam Nurse Jackie e Hawthorne. Cheia de elementos de Grey’s Anantomy e com um elenco bem interessante, incluindo a “Tell Jesus the bitch is back”, Michelle Trachberg. Mercy é pura belezinha. Tudo bem, a série não chega aos pés de Grey’s Anatomy. Mas é bem interessante e eu, super influenciado, adorei.

6 novas séries para prestar atenção

7 setembro, 2009 3 comentários

A temporada 2009/10 está prometendo muita coisa e setembro é o mesmo, a maioria das novas grandes apostas das emissoras irão aparecer este mês. E como todo ano, temporada após temporada, sempre têm aquelas séries que chamam mais a atenção. Sem citar Glee e Flashfoward, as apostas que são de todos e que provavelmente farão muito sucesso (muito mesmo), acabei separando as minhas seis grandes apostas. Séries que ou tem uma premissa interessante, um elenco bom ou pelo menos produções que está recebendo comentários animadores lá fora.

6series

V – Remake ou não remake, eis a questão? Antes mesmo de sua estréia, V, a nova série da ABC, já começou sua produção gerando certa polêmica. A série foi declarada como remake, ótimo, tudo maravilha. Mas o que chama atenção em sua produção com certeza é a sua protagonista, a maravilhosa, Elizabeth Mitchell que “saiu” de Lost e ganhou sua própria série. A produção irá mostrar o planeta Terra em um clima caótico após ser invadido por alienígenas que prometiam ser pacificadores. A personagem de Mitchell, Erica Evans, acaba por descobrir que tudo não passou de uma conspiração e que os aliens estavam em nosso planeta há décadas e assim ela começa uma luta pela sobrevivência.

A premissa da série é totalmente filme de terror classe B, mas além de ter Elizabeth Mitchell, que já seria suficiente sob todos os efeitos é uma série que será exibida pela ABC, que não acostuma errar, além, de como já dito, ser um remake de uma série que fez muito sucesso antes de muito de nós nascer. V estréia dia 3 de Novembro.

Melrose Place – Seguindo a onda dos remake, aliás, 2009/10 será a temporada deles, Melrose Place vem com uma cara nova, prometendo não ter papas na língua e ser mais que uma série teen. A série que nos anos noventa lançou atores como Doug Savant, Marcia Cross e Laura Leighton apresenta alguns rostos novos, além de trazer alguns atores que andaram meio esquecidos após a primeira versão.

Melrose Place é uma série da CW e isso é sinal de alerta, já que a emissora não anda muito bem das pernas e vive economizando no primordial, como nos roteiristas de qualidade. Mas mesmo assim eu consigo acreditar na série e consigo ver sua alma inovadora. Além do mais, quase toda série que começa com uma morte no episódio piloto é boa. A nova série da CW tem sua estréia marcada para amanhã, 8 de Setembro.

Cougar Town – Ter Courteney Cox no elenco, isso é bom ou ruim? A maldição dos Friends ainda impera? Cox estaria preparando algo com a mesma qualidade de Dirty? Essas são as perguntas que não querem calar, mas por seu promo Cougar Town pareceu ser o tiro certeiro da ex-friends.

A série será exibida pela ABC (sempre ela), terá o tempo de exibição de 30 minutos, 20 na realidade (tirando os comercias) e conta a história de Jules, personagem de Courtney, uma recém divorciada que se muda para, Cougar Town, o lar dos divorciados e tenta administrar sua nova vida ao lado de seu filho adolescente e seus novos vizinhos.

As promos liberadas da série são hilárias, tenho grandes motivos para acreditar na produção e além de tudo, ela tem um gostinho de Desperate Housewives spin-off (que já é uma formula certa), muito difícil errar. Estreia 23 de Setembro.

Modern Family – Ainda na ABC. Uma das produções mais elogiadas da nova grade da emissora está sendo Modern Family. A série é simples, tem uma premissa simples e um elenco simples. Um sitcom clássico.

A premissa da série é tão bobinha que é até difícil acreditar que ela está recendo tantos elogios: Três famílias diferente administrando suas vidas e só; sem dramalhão, situações forçadas ou qualquer coisa do tipo. O promo da série, quem viu pode confirmar é simplesmente hilária. E com certeza Modern Family é uma das minhas maiores apostas para a temporada e só dará errado se não agradar a audiência americana. Estreia 23 de Setembro.

The Good Wife – Como nem tudo é comédia ou promessa de buzz, The Good Wife irá ter sua exibição na CBS e promete muito drama. Sem dúvidas a série é o maior drama e com maior potencial da temporada, mas ela provavelmente sofrerá com o mesmo problema de séries ótimas que foram canceladas prematuramente, já que o público americano da TV aberta não é muito sociável a séries que não tenham monstros e situações forçadas.

No elenco estão presentes Julianna Margulies, Enfermeira Carol Hathaway de E.R, a grande protagonista da série e Chris Noth, o eterno Mr. Big de Sex and the City, como o seu maior algoz. A premissa da série já é fantástica, Noth interpreta um poderoso político que se vê envolvido em um escândalo com garotas de programa e Margulies é sua esposa e que como estratégia para mostrar que está tudo certo, ela entra com sua advogada para salvá-lo das acusações e manter as aparências, mostrando que o casamento dos dois conseguiu sobreviver a tudo.

Muito drama e histórias polêmicas, já que alguns meses (anos?) atrás nos EUA escândalos com poderosos políticos e garotas de programa aconteciam um a cada dia. A estreia de The Good Wife irá acontecer no dia 22 de Setembro.

Mercy – Médica, novelinha e mulherzinha. Eis que surge a mais nova Grey’s Anatomy!? Bem, ser comparada a produção de Shonda Rhimes é muita pretensão, mas Mercy vai vir e é impossível não fazer comparações.

Assim como está sendo tendência esse ano, Mercy não irá falar sobre médicos, mas sim sobre enfermeiras e irá mostrar o dia-a-dia dessas profissionais, assim como Nurse Jack e Hawthorne. O elenco da série logo é o que chama mais atenção, pois além da eterna bitch mor de Gossip Girl, Michelle Trachtenberg, a série tem alguns vários rostos conhecidos, como James Tupper que recentemente passou pela cancelada “Samantha Who?”. E apesar da série não ter uma premissa muito inovadora, ela vale ser vista. A estreia de Mercy está marcada para 23 de Setembro.