Archive

Posts Tagged ‘mad men’

Emmy 2009: O fim do imperialismo de 30 Rock… ou quase.

21 setembro, 2009 4 comentários

emmy2009es

Eu não levaria a sério um cara que coloca Blake Lively como destaque só por seu vestido extremamente descotado. Mas, enfim…

Não posso dizer que fiquei super contente com essa edição do Emmy, mas também, ninguém nunca fica. Eu sei, foi extremamente difícil engolir a vitória Jon Cryer e nesse momento todos nos perguntamos: “Kanye West, cadê você?” – Mas teve muita coisa merecida, como a vitória de Toni Collette mostrando que Tina Fey é somente uma mulher, não uma máquina de engolir prêmios. A digníssima vitória de Kristin Chenoweth, gente, ela chorou, quem vai repudiar após isso? Até eu que torcia loucamente pela vitória da Jane Krakowski me rendi.

Brian Cranston mostrou que é o cara mais foda do mundo – Dude, you’re my idol! – e que além de ter passado anos arrasando em comédia com Malcolm, sua vibe de ator de drama durou mais do que um ano e ele ganhou seu segundo Emmy consecutivo por Breaking Bad. Gente, ele é perfeito como ator.

Confesso que não gostei muito da vitória de Michael Emerson, assim como a de Mad Men e do milésimo Emmy da Gleen Close. Mas, fazer o que? Aaron Paul teve um trabalho melhor que o de Emerson. Breaking Bad não é boring como Mad Men e teve a temporada mais foda EVER. E Kyra “Bacon” Sedgwick nunca ganhará nada, assim como o Michael C. Hall. Fazer o quê?

Além de todo mundo lindo no tapete vermelho, os prêmios dignos ou não, eu senti outra coisa no ar: Um lindo boicote de Katherine Heigl e todas as donas de casa da ABC (exceto Dana Delany), não foi lindo, digno e lííííííííímpido?? Acho que esse foi um dos maiores motivos que me faz amar esses prêmios: guerrinhas de ego.

Já a apresentação não poderia ter ficado em melhores mãos, Neil Patrick Harris foi o melhor host possível. Arrasou. Engraçado sem ser piegas e apelativo. E até D-A-N-Ç-O-U e C-A-N-T-O-U. Foi simplesmente, demais.

Mas, enfim, os vencedores da 61ª edição do Emmy:

Série Dramática: Mad Men

Série Cômica: 30 Rock

Melhor Ator de Série Dramática: Bryan Cranston, de Breaking Bad

Melhor Atriz de Série Dramática: Glenn Close, de Damages

Melhor Roteiro de Série Dramática: Kater Gordon e Matthew Weiner, de Mad Men

Melhor Direção de Série Dramática: Rod Holcomb, de ER

Melhor Atriz Coadjuvante de Série Dramática: Cherry Jones, de 24 Horas

Melhor Ator Coadjuvante de Série Dramática: Michael Emerson, de Lost

Melhor Programa de Variedades, Musical ou Comédia: The Daily Show with Jon Stewart

Melhor Música Original: Hugh Jackman pela apresentação de abertura no Oscar 2009

Melhor Roteiro para Programa de Variedades, Musical ou Comédia: The Daily Show with Jon Stewart

Melhor Direção de Programa de Variedades, Musical ou Comédia: Bruce Gowers, de American Idol

Melhor Minissérie: Little Dorrit

Melhor Filme feito para Televisão: Grey Gardens

Melhor Atriz de Minissérie ou Filme feito para Televisão: Jessica Lange, de Grey Gardens

Melhor Direção de Minissérie, Filme ou Especial Dramático: Dearbhla Walsh, de Little Dorrit

Melhor Roteiro de Minissérie, Filme ou Especial Dramático: Andrew Davies, de Little Dorrit

Melhor Ator de Minissérie ou Filme: Brendan Gleeson, Into the Storm

Melhor Ator Coadjuvante de Minissérie ou Filme: Ken Howard, de Grey Gardens

Melhor Atriz Coadjuvante de Minissérie ou Filme: Shohreh Aghdashloo, de House of Saddam

Melhor Reality Show de Competição: The Amazing Race

Melhor Apresentador de Reality Show ou de Reality Competitivo: Jeff Probst, de Survivor

Melhor Ator de Série Cômica: Alec Baldwin, de 30 Rock

Melhor Direção de Série Cômica: Jeffery Blitz, de The Office

Melhor Atriz de Série Cômica: Toni Collette, de United States of Tara

Melhor Ator Coadjuvante de Série Cômica: Jon Cryer, de Two And A Half Men

Melhor Roteiro de Série Cômica: Matt Hubbard, de 30 Rock

Melhor Atriz Coadjuvante de Série Cômica: Kristin Chenoweth, de Pushing Daisies

Suposições/Apostas ao Emmy (Part 1/2)

6 junho, 2009 5 comentários

MadMenEmmys08stage

Essa é aquela época do ano em que os blogueiros e viciados em séries não falam em mais nada além de Emmy, Emmy e Summer season #fail (para diversificar um pouco), mas é do Emmy Awards 2009 que está postagem quer falar. O prêmio esse ano a irá acontecer uma semana mais cedo do previsto, dia 13 de setembro, as nomeações aos indicados irão ocorrer no próximo mês, dia 16 de julho e quem irão anunciá-los são Jim Parsons (The Big Bang Theory) e Chandra Wilson (Grey’ Ananatomy), dois fortes candidatos a auto-anunciação, já pensou?

Esse ano toda minha atenção está voltada para as categorias de Drama (por isso começarei com os comentários dela), provavelmente irá rolar muitas indicações à Grey’s Anatomy, minha queridinha da temporada, assim como para True Blood, ganhadora do Globo de Ouro de Melhor Atriz com Anna Paquin, Mad Men e Breaking Bad, os tiros certos da novata AMC e The Closer, que muitos garantem que apresentou sua melhor temporada.

Das séries citadas eu realmente tenho fé e aposto que Grey’s Anatomy irá conseguir o maior numero de indicações. A série apresentou com sua submissão com dois episódios do arco William Dunn, “Sympathy for the Devil” e “Stairway to Heaven”. Em “Stairway to Heaven” a série voltou ao seu auge, o episódio foi magnífico e mostrou que as histórias de Meredith Grey haviam voltado à boa forma, o elenco teve um desempenho brilhante e o roteiro foi um dos melhores todos os tempos. Acho que ao invés de “Sympathy for the Devil” teriam de ter submetido “What A Difference A Day Makes” ou ainda “Now or Never”, mas com somente “Stairway to Heaven” aposto que a série estará entre as indicadas.

Também aposto que vários atores do elenco irão estar presentes na lista de indicados, Katherine Heigl, Sadran Oh e Chandra Wilson tem chances gigantescas de entrarem juntas na lista de indicados, Katherine e Chandra tiveram um desempenho melhor Sandra que acabou sendo prejudicada pela storyline da temporada em alguns momentos, mas mesmo assim, como o episódio certo Sandra consegue entrar, considero “Stand By Me” o episódio ideal para sua submissão. Ainda em Grey’s Anatomy, Justin Chambers e Patrick Dempsey tiveram ótimos momentos e torço muito para que Chambers consiga uma vaga em Ator Coadjuvante, ele realmente evoluiu e se apresentou perfeito durante toda a reta final da temporada. Minha estranheza ficou por Dempsey que também se inscreveu em Ator Coadjuvante e não Ator Principal, mas olhando bem e vendo a estratégia ele realmente tem mais chances em Coajuvante, contudo, acho que mesmo assim a indicação não ocorre.

Ainda na categoria de Ator Coadjuvante, Matthew Rhyns (Brothers & Sisters) e John Mahoney (In Treatment) são candidatos fortíssimos e preparados para entrarem na disputa, na minha lista de indicação eles estariam presentes. Terry O’Quinn (Lost) seria um dos meus favoritos caso sua inscrição tivesse ocorrido. Não vejo muito possibilidade de uma indicação a Michael Emmerson (Lost), essa temporada não foi do seu personagem, ele teve poucos grandes momentos e se ele não ganhou até agora, não será esse seu ano, quem sabe somente uma indicação. Então, minhas apostas ficam em Rhyns, Mahoney e Chambers (meu grande favorito) sobrariam ainda outras três vagas, provavelmente ocupadas por algum ator de Damages, William Hurt muito provavelmente e outro ator de, quem sabe, Mad Men.

Continuando a falar das categorias de Drama masculinas, temos a de Ator Principal e essa promete ser a mesma coisa de todo ano, aquele mais do mesmo batido. Jon Hamm, Michael C. Hall, Hugh Laurie, Gabriel Byrne, Bryan Cranston são indicações certos e duvido que todas essas indicações não aconteçam, a surpresa pode ficar para o sexto indicado, quem sabe Kyle Chandler, Simon Baker ou Kiefer Sutherland. Mas já há com saber que C. Hall não levará a estatueta e que estará na lista somente para fazer figuração. Eu não considero Byrne tão bom quanto os outros citados. Laurie é um ator de Globo de Ouro e duvido que ele leve o Emmy deste ano para casa. Então a briga ficaria entre os atores da AMC, John Hamm e Bryan Cranston e com isso provavelmente irá ocorrer um repeteco da edição passada e a surpreendente vitória de Bryan Cranston, novamente.

Na mesma categoria só que em sua versão feminina , Atriz Coadjuvante de Drama, a briga promete ser feia. Como eu já disse acima aposto em mais de uma atriz de Grey’s Anatomy na lista, Chandra Wilson e Katherie Heigl são aparições certas (podem apostar) e Sandra Oh é a incógnita do elenco. É provável também que as atrizes de In Treatment arrasem nesta lista, Allison Pill, Hope Davis e Dianne West são fortíssimas candidatas, mas as três sendo indicadas já seria demais, eu escolheria Pill, mas com os votantes do Emmy adoram atrizes experientes Davis ou West, a vencedora do ano passado, são apostas mais certeiras. Neste ano nem ouso citar o nome de Rachel Griffiths, pois sua temporada em Brothers & Sisters foi sofrível e não vejo qualquer episódio que renda uma boa submissão. Na minha lista ideal Elizabeth Mitchell (Lost) e Summer Glau (Terminator) estariam entre as indicadas, mas isso já é sonhar demais, ainda mais com a indicação da última.

Já em Atriz Principal de Drama a coisa promete ser um pouco diferente este ano, teremos com toda a certeza a vencedora do último Globo de Ouro, Anna Paquin (True Blood), dependendo do episódio submetido, Ellen Pompeo (Grey’s Anatomy) e January Jones (Mad Men), provavelmente Calista Flockart (Brothers & Sisters) e nada de Sally Field (Brothers & Sisters). Claro, além das já batidas Kyra Sedgwick (The Closer) e Glenn Close (Damages). Paquin é a vencedora do Globo de Ouro e se não for lembrada será o cúmulo. Pompeo terá chances de entrar na lista se enviar “Stairway to Heaven” com sua submissão. Jones (Mad Men) – como muitos dizem – foi abençoada pelos roteiristas nesta temporada. Brothers & Sisters apresentou uma temporada feita para Flockart, o que prejudicou Field. E Sedgwick e Close dispensam comentários e são as grandes favoritas. Mas ainda existe Mary McDonnell (Battlestar Galactica) que não pode ser esquecida, contudo também não podemos esquecer também que o Emmy menospreza séries de sci-fi.

A categoria de Séries de Drama também promete ter algumas surpresas. Eu realmente não excluo a possibilidade de E.R figurar entre os indicados (última temporada sabe como é que é, não?). Também cogito Grey’s Anatomy, que entre trancos e barrancos chegou ao fim com uma reta final de temporada excepcional. Também aposto em: 24, Friday Nights Lights, Breaking Bad e Mad Men. Mas, provavelmente o quem irá entrar são: Damages e Dexter ao invés de alguns dos meus citados acima e até aceitarei se isso acontecer, a única série que não quero ver na lista é Lost, pois por sua última temporada ela não merece uma indicação, não importa qual episódio seja o submetido.

[to be continued…]

prox. postagem categorias de comédia

Vencedores do Globo de Ouro 2009

12 janeiro, 2009 8 comentários

30rock1

Em duas palavras: Totalmente previsível – Quem é bom é bom e nem entremos em mérito quanto a isso. A premiação foi tão previsível que das minhas apostas só foi cometi um único erro: Anna Paquin – Não é que eu tenha a subestimado a atriz, ela até era minha alternativa, mas apostando da onda Mad Men escolhi January Jones. Confira abaixo os ganhadores:

anna1Melhor série dramática -“Mad Men”

Melhor série de comédia – “30 Rock”

Melhor minissérie ou filme para TV – “John Adams”

Melhor ator em série dramática – Gabriel Byrne (“In Treatment”)

Melhor atriz em série dramática – Anna Paquin (“True Blood”)

Melhor ator em comédia ou musical – Alec Baldwin (“30 Rock”)

Melhor atriz em comédia ou musical – Tina Fey (“30 Rock”)

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV – Laura Linney (“John Adams”)

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV – Tom Wilkinson (“John Adams”)

Melhor ator em minissérie ou filme para TV – Paul Giamatti (“John Adams”)

Enquanto isso no mundo das séries…. [2]

26 janeiro, 2008 1 comentário

Greve dos roteiristas,

Ela ainda não acabou, mas, está caminhando para isso, a Lionsgate assinou um contrato com os roteirista de “Mad Men” e “Weeds”, com essas assinaturas eles poderão dar inicio as preparações das próximas temporadas das duas séries. Mad Men e Weeds são o produto de maior sucesso da Lionsgate, e o contrato assinado pela produtora e os roteiristas garante o lucro dos episódios baixados pela internet e DVDs da temporadas, o que os roteiristas tanto queriam.

Enquanto isso em Wisteria Lane,

Para mim a Eva Longoria é a maior “robert” do elenco de “Desperate Housewives”, recentemente ela fez uma tatuagem com o nome do marido Tony Parker, e nesta quarta-feira a Eva foi flagrada comprando roupinhas para bebê, mas, ela nega que sejam para um bebê dela. Vale lembrar que recentemente Tony Parker foi acusado de manter um caso com uma modelo francesa. Estaria Eva vivendo um casamento a estilo “Bree”?

Gilmore Girls e Friends?

Lorelai e Chandler, ou melhor Lauren Grahan e Matthew Perry, já namoraram por algum tempo, depois se separam, depois reataram, depois… É, um rolo sem fim, e recentemente os dois foram flagrados juntos novamente, será que eles estão tendo um novo revival?

The Office: O Jurado

Steve Carrel foi convocado para ser jurado em um julgamento nos Estados Unidos. De acordo com o site TMZ, Carell foi escolhido para o júri de um caso civil envolvendo uma disputa trabalhista em que ambos os lados são coreanos – e não falam inglês. Um tradutor estará presente durante todo o julgamento. Como jurado, o ator receberá 15 dólares por dia, valor incomparável aos cerca de 175 mil dólares que ele ganha por episódio de “The Office”.

HSM BR: Na Disney Channel e SBT

A seleção para a versão brasileira de HSM está prestes a começar, o reality funcionará ao modo de “POPSTAR” programa que revelou os extintos Rouge e Br’oz, a seleção irá escolher todos os atores do elenco, e será divida em duas partes, o peneirão e as salas de teste. Na Disney Channel a programa irá estrear no dia 10 de março, já no SBT irá estrear no dia 16 do mesmo mês, e será exibido aos domingos a 13:30 da tarde.

Globo de Ouro: Ganhadores e comentários

14 janeiro, 2008 3 comentários

 

Fiquei muito surpreso ao ver que das seis categorias mais badaladas do Golden Globe, eu acertei três, metade, é uma boa coisa.

As categoria que eu acertei foram “Melhor Série Dramática”, “Melhor Ator de Drama” e “Melhor Atriz de Drama” todas as categorias dramáticas, só não acertei nenhuma categoria de comédia, a categoria que eu mais gosto, e que eu achava que entendia.

Então, vamos ao meu os meus comentários e explicar o porque dos meus apontados terem ganhado.

Melhor Série Dramática – MAD MEN

A série relembra os velhos tempos, aqueles da década de 60, tem como criador um dos roteiristas de “Sopranos”, tem atores praticamente desconhecidos, mas muito talentosos, o que nos traz sempre surpresas (aquele “elemento surpresa”). E ainda uma história muito convincente e um ótimo, ótimo roteiro. Não tinha como não ganhar.

Melhor Ator de Drama – John Hamm (Mad Men)

Bem, ele é de Mad Men, a melhor série dramática, se a série não tivesse um bom protagonista, ela não seria uma boa série. Eu nunca tinha ouvido falar do John antes de Mad Men, acho que por isso apostava nele, ele é o “elemento surpresa”, o cara que veio para dar uma chacoalhada e roubar a estatueta do Michael C. Hall em grande estilo.

Melhor Atriz de Drama – Gleen Close (Damages)

Quem dúvida que Damages não tenha ficado em 2º lugar na categoria de melhor série? Ninguém. Gleen Close é a Gleen Close, ela carregou Damages nas costas, não tinha como ela não ganhar esse prêmio, ainda mais com uma concorrência que não chega nem aos pés dela.

Agora as que eu errei.

Melhor Série de Comédia – Extras

Eu apostei em “Pushing Daises”, apesar de eu não ter gostado da série, a crítica amou, pensei que a série fosse levar.

Melhor Ator de Comédia – David Duchovny (Californication)

Eu nem apostei nesta categoria, não acompanhei nenhum dos episódio das séries que concorriam, por conseqüência não vi a atuação de nenhum dos atores (o piloto de Pushing Daises não conta).

Melhor Atriz de Comédia – Tina Fey (30 Rock)

Eu apostava na Christina Applegate, só por apostar, sabia que ela não iria levar a estatueta, mas, apostava nela.

Balanço final: acertei 50%!!! E, é uma pena o John Hamm não poder pegar o reconhecimento do seu trabalho, tudo por causa da bendita greve.

Três dias depois…

12 janeiro, 2008 Deixe um comentário

Bom, esse post não vai falar sobre propriamente de séries, e sim vou prestar alguns esclarecimentos aos meus leitores e planejar o futuro.

Como se já não bastasse eu estar com muitos episódios pendentes de praticamente todas as séries que eu acompanho, eu acabei arranjado alguns problemas que me fizeram ficar ainda mais atrasado. Então, espero que na terça tudo esteja de volta à normalidade e eu volte a postar reviews no blog.

Para tirar o atraso da maioria das séries, e irei enfrentar algumas maratonas, as “maratonas de fim de semana” já que é o único que dia que dá para eu assistir mais de um episódio.

Eu irei fazer maratonas das séries que tem temporadas mais curtas e que faltam poucos episódios para eu assistir, são elas: “Damages” (11), “Skins” (5), “Dexter” (12) e “Mad Men”(11). Então será assim, no próximo fim de semana eu acabo com “Skins”, vejo tudo que for possivel de “Damages”, e, “Dexter” e “Mad Men” ficam para próxima semana.

Durante a semana irei ver a provável a season finale de “Desperate Housewives”, “Samantha Who?” caso seja exibido alguma coisa por esses dias e “Friday Night Lights” eu irei ter de correr contra o tempo para ver a 1ª temporada inteira.

Espero ter esclarecido tudo e espero muito, muito mesmo, cumprir minhas promessas.

Aproveitando que eu estou aqui, quero agradecer todas as visitas e comentários que tenho recebido no blog. Comentários são altamente inspiradores.

ps: imagem meramente ilustrativa, pois, o dono desse blog não gosta de posts sem ilustrações (Tony – Skins)

Mad Men: O quê as mulheres querem?

26 dezembro, 2007 Deixe um comentário

Mad Men: 1×02 – Ladies Room

Fico impressionado ao ver que em quarenta anos muitas coisas mudaram, há quarenta anos atrás meu pai tinha acabado de nascer! Mas, não vou falar sobre minha família.

Uma mulher que hoje nos consideramos feia, há quarenta anos atrás era considerada linda, essa é a Peggy, ela está sendo ascidiada por praticamente todos os homens da Madison Avenue. Só que apesar de estar sendo ascidiada por meio mundo ela está apaixonada por um, e detalhe esse um está em plena lua-de-mel.

Outra coisa interessante de ver, é como as mulheres eram dependentes de seus maridos, hoje se uma mulher quer ir ao médico, ela pega e vai, mas em 60 ela pediria a autorização para seu esposo, essa é Betty, a mulher do poderoso protagonista da série, Don Draper. A Betty está passando por alguns problemas, psicológicos ou não, isso não importa, o que interessa é que quando a Betty estava em sua seção de analise, seu marido, Don, estava com sua amante, e quando a seção acabou e a Betty e o Don chegaram em casa, ele ligou para o psicólogo da sua mulher e fica sabendo tudo que aconteceu.

Joan, é outra mulher da série que vale ser comentada, ela é a toda poderosa secretaria (não sei bem se é isso) da agência de publicitários, ela está ensinando a Peggy tudo que ela tem de saber, inclusive, como “subir na vida”, se é que vocês me entendem. Pelo que eu pude perceber a Joan é sem escrúpulos, e já esta percebendo o sucesso que a Peggy anda fazendo, nem ouso apostar que logo verei uma briga de egos.

Mas, não irei só falar das mulheres de Mad Men, mas também não falarei dos homens, que não fizeram quase nada neste episódio.

Vou falar do tema principal da série, o que me atraiu nela, a bendita ‘publicidade’. Neste episódio a campanha publicitária era sobre um desodorante, e coube a equipe do Don fazer uma campanha para esse produto, todas as propostas apresentadas foram mal sucedidas: um astronauta, um cow-boy, nada agradou ao Don Draper, então decidiu focar-se nas mulheres, já que são elas que compram os desodorantes para os maridos (pelo menos naquela época). E foi enquanto ele traia sua mulher, que estava na terapia, que o slogan surgiu “Qualquer desculpa para ficar mais próxima” referindo a atração que o desodorante iria causar.

Ainda tenho onze episódios de Mad Men para acompanhar, isso até uma segunda temporada que deverá chegar no verão americano ou se você preferir, no nosso inverno brasileiro de 2008.

Categorias:Review Tags: