Archive

Archive for the ‘grey’s anatomy’ Category

Grey’s Anatomy – 6×10: Holidaze

22 novembro, 2009 2 comentários

Com Holidaze Grey’s Anatomy encerra a exibição de seus episódios em 2009 e é com Holidaze também que Grey’s Anatomy apresenta o episódio mais fraco desta sexta temporada.

Leia mais…

Categorias:grey's anatomy Tags:

Grey’s Anatomy – 6×09: New History

15 novembro, 2009 Deixe um comentário

kimga

O nome do episódio já dizia tudo: nova história. Com o retorno de suas “protagonistas”, Grey’s Anatomy volta a ter cara de novelão e vem com tudo, apresentas novas tramas, mas ainda assim, não deixa de olhar para o seu passado glorioso e reforma algumas tramas velhas, deixando a série ainda mais enxuta. Leia mais…

Categorias:grey's anatomy Tags:

Grey’s Anatomy – 6×08: Invest in Love

8 novembro, 2009 1 comentário

ga

Quando a Dr. Arizona Robbins pós seus pés em Seattle pela primeira mostrou-se encantadora, Jessica Capshaw caminhou muito bem com sua personagem e menos de vinte episódios após sua entrada para a série, chega a hora do seu verdadeiro show. Shonda Rhimes brilhantemente apresentou essa semana: Robbins’ Anatomy. Leia mais…

Categorias:grey's anatomy Tags:

Grey’s Anatomy – 6×07: Give Peace a Chance

31 outubro, 2009 1 comentário

Grey-s-Anatomy-Episode-6-07-Give-Peace-A-Chance-Promotional-Photos-greys-anatomy-8600664-2560-1707

Grey’s Anatomy… Stevens’ Anatomy…  Shepherd’s Anatomy. Atos desesperados exigem medidas desesperadas e essas medidas que por enquanto estão dando certo. Leia mais…

Categorias:grey's anatomy Tags:

Grey’s Anatomy – 6×06: I Saw What I Saw

25 outubro, 2009 4 comentários

grey

Grey’s Anatomy mudou sua fórmula neste episódio, poderia ser um erro, poderia dar tudo errado, mas esse foi um dos maiores acertos de Shonda Rhimes e que ainda por cima rendeu um dos melhores episódios da série.

Leia mais…

Grey’s Anatomy – 6×05: Invasion

17 outubro, 2009 3 comentários

ga6x05

Nessa fusão com o Mercy West as necessidades do hospital mudaram. Apesar do desempenho avaliado, as maiores considerações são as orçamentárias. Não há mais espaço na equipe…

Leia mais…

Grey’s Anatomy – 6×03: I Always Feel Like Somebody’s Watchin’ Me

4 outubro, 2009 5 comentários

ga

Eu não sinto falta alguma de George O’Malley e simplesmente amei “I Always Feel Like Somebody’s Watchin’ Me”. Grey’s Anatomy é Grey’s Anatomy e atualmente até quando a série erra, acabo considerando com um acerto, mesmo que realmente não tenho havido erro.

Primeiro de tudo: Quem disse que o episódio passado, a premiere de temporada, seria um tributo do George O’Malley? Não foi e nem era para ser. Eu não senti falta de lamentações em menção ao personagem, aliás, nas últimas vezes que lamentações assim foram feitas a crítica caiu em cima da série ou vão me dizer que ninguém se lembra de Denny Duquette quando ele ainda não era um câncer?

Mas, mesmo assim, Izzie Stevens lembrou do seu companheiro neste episódio. Foi rápido, o que era preciso, George foi uma etapa de Grey’s Anatomy, mas chegou ao fim e aposto que ninguém iria quer ver uma temporada inteira de lamurias a uma personagem que já se foi. Até, como eu disse, George foi uma etapa, uma fase e neste episódio nós já conseguimos ver que novas fases virão.

Grey’s Anatomy é outra. Está mais madura. Os personagens da primeira temporada há tempos não são mais os mesmos e para fechar com chave de ouro e começar “essa nova etapa”, uma próxima fase de Grey’s Anatomy, nós teremos Lexie Grey’s Anatomy muito em breve.

Como comentaram comigo, Lexie estava insuportavelmente agradável no episódio. Eu poderia passar os quarenta e poucos minutos assistindo um monólogo da personagem que não ligaria. E quem não gosta da Little Grey é bom se adaptar, por logo em breve será ela quem honrará o nome da série.

Até Izzie que é a Izzie não é mais a mesma. Sim, eu simplesmente venero Katherine Heigl como atriz, como pessoa não, mas enfim, como atriz ela é brilhante. Mas essa situação pós-câncer que a personagem se encontra é so Desperate Housewives, até tivemos as mesmas situações que Felicity Huffman viveu na 4ª temporada da série. A única diferença é que Desperate Housewives é uma comédia e Grey’s Anatomy é um drama, o roteiro da série não poderá passar muito tempo arrumando a peruca da Izzie, porque ficará bem estranho.

Justin Chambers a quem rasguei elogios na temporada passada, começa a ficar chatinho. Sim, ele e Izzie ainda são o casal vinte de Grey’s Anatomy. Os dois são fofos e tudo mais. Mas, quero história! Karev por mais que ame Stevens, não é a sua sombra. Fora que as atitudes tomadas, por mais que Karev tenha mudado ao longo das temporadas, não são do personagem. Karev é do tipo que ama, não que sufoca.

Enquanto isso, Sadra Oh simplesmente arrasava. Está ai a diferença de como usar a comédia em uma série de drama. Christina trabalhando na pediatria convence e muito bem a propósito. As situações não foram forçadas e muito menos clichê. E com Sandra, me desculpe Katherine Heigl, qualquer coisa é válida.

Mas, algo está errado, não? Christina na pediatria? Pois é, esse foi um dos reflexos da fusão Mercy West/Seattle Grace Hospital. Os médicos novos que eu havia suposto ainda não apareceram, mas o Chief Richard começou a fazer seus cortes e com isso todos os médicos tomaram medidas desesperadas. Christina na pediatria como exemplo. Ou Izzie em pé por cinco horas fazendo uma cirurgia. Ou ainda Lexie em pânico, como medo de ser cortada e não ter outra chance. Ou, Sloan falando que nada aconteceria com ele, porque claramente ele é o melhor.

Quem rodou, dos personagens conhecidos, nessa primeira lista foi a Olivia, aquela enfermeira das primeiras temporadas que transava com o George e com o Karev ao mesmo tempo e acabou contaminando com O’Malley com alguma DST. Ela voltou exclusivamente para ser demitida.

Contudo nos próximos episódios o bicho deve pegar, virão nos listas. E eu irei amar se alguém da turma de Meredith ou da turma de Derek for mandando embora. Seria uma reviravolta e tanto.

Os casos médicos mais uma vez foram bons. O braço cortado pelo cordão umbilical que a Dra. Arizona e o Dr. Sloan operaram foi simplesmente de arrepiar e claro, ainda tivemos que aguentar o veneninho do Mark para cima da Christina que disse que ele poderia ser demitido, mas, Sloan soltou um: “É por isso que meu emprego está salvo, Dra. Yang. Eu reato braços de bebês”.

E ainda tivemos Bailey e Lexie com uma mãe e a cirurgia que salvaria sua vida e o filho, esquizofrênico pensando que colocariam câmeras em sua barriga, já que ele também precisa de uma cirurgia. O caso foi a metáfora do episódio, já que os médicos de SGH também estava paranóicos.

Paranóicos em serem mandando embora, de por estarem em recuperação não serem mais necessários, de por não serem mais os queridinhos serem os primeiros da lista, de por não serem tão bons e não existir alguém pior. Essa é Grey’s Anatomy.

O episódio termina da melhor forma possível, todos juntos jogando baseball. Todos com medo, paranoicos, mas fugindo de tudo e tentando parar de pensar.