Início > crossover, private practice, séries > Private Practice – 3×03: Right Here, Right Now

Private Practice – 3×03: Right Here, Right Now

pp

Direto de Seattle, Dra. Bailey chega à Los Angeles para arrasar corações, transplantar rins e nos dar um dos melhores episódios de todos os tempos de Private Practice.

Com o erro médico de Izzie em Seattle e prometendo um rim para sua paciente Bailey vai até Los Angeles, que além de ser a cidade da Addison e toda sua equipe médica é também a cidade da irmã da paciente, mas como não poderia ser diferente, nem tudo foi tão fácil e se às vezes Private Practice peca por exagerar nos casos médicos, desta fez a série foi precisa.

Como tudo não seria fácil, Bailey tinha duas opções e ao lado do Sam, seu affair da Califórnia, teve que tomar a difícil decisão entre esperar um rim, possivelmente de doador morto ou transplantar o rim da irmã da paciente, que para complicar tudo, tem HIV. Bailey escolheu a segunda opção, preferiu arriscar, mas pelo menos manter a paciente viva.

Os reflexos de Bailey no episódio foram muito grandes e seus quotes os melhores – “Esse lugar parece uma novela” – ela só perdeu para o Cooper que acabou a chamando de baixinha e para tentar arrumar a gafe disse que era um elogio.

Desde o crossover da temporada passada em Grey’s Anatomy ficou evidente o clima entre Bailey e Sam e como esperado algo iria acontecer neste episódio.  Algo tinha que acontecer! E Bailey e Sam QUASE se beijaram, claro, senão fosse pelo esforço mor da baixinha, que resistiu, mas talvez fique para um próximo encontro.

Bailey também reavivou em Sam a vontade de ser cirurgião, porque com este último episódio nos descobrimos que o médico quase foi um cirurgião de cardio e ela até ajudou Bailey em um procedimento que salvou a vida de sua paciente.

Mas apesar de Sam e todo seu lance com a Bailey, o encontro mais espero do episódio era entre Addison e Bailey, as duas amigas de Seattle e a chegada de Bailey foi em um momento complicado, aliás, não poderia ter sido em momento pior. Morgan, a mulher de Noah foi atrás de Addison e com isso a Dra. Montgomey ficou esperando algum julgamento de Bailey, que por sinal, não aconteceu, o que aconteceu foi um desabafo da médica de Seattle que disse que nem sabia mais beijar e que qualquer traição para ela é traição.

Com tudo e como o episódio todo não foi somente Bailey pra lá e Bailey para cá, ainda tivemos Cooper e Charlotte. E me digam que eles não formam um dos melhores casais do mundo das séries, principalmente pelo Coop que é um eterno apaixonado e vive fazendo declarações a Charlotte.

E Pete! Sim, Pete é o pai. E como eu queria que fosse o Sheldon, mas enfim, o escolhido foi o Pete e com Violet ainda negando o bebê ele continuará com o pai biológico e eu não vejo qual poderá ser a storyline para o Sheldon a partir de agora, mas espero que ele continue em Private Practice, mas, claro, não como um peso morto.

Com a participação de Bailey, Private Practice apresentou seu melhor episódio em uma temporada que já vinha vindo muito bem, agora é esperar pelo que está por vir e esperar que o nível da série não caia novamente.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: