Início > Aaron Paul, Anna Gunn, Breaking Bad, Bryan Cranston, Vince Gilligan > Breaking Bad: 1ª e 2ª temporadas

Breaking Bad: 1ª e 2ª temporadas

02_Hrz_GalleryBB2_restrict_width_792

Atualmente você já pode estar assistido muitas séries e até julgar alguma delas como a melhor de todos os tempos ou algo assim, mas nenhuma série em exibição é tão boa comparada à Breaking Bad. A série criada por Vince Gilligan, produtor executivo de X-Files, no momento é o crème de la crème da televisão americana, comparada as melhores produções da história.

Não ouse comparar a Lost, isso nunca, jamais. A série queridinha do público brasileiro perde e feio. True Blood? Bem, talvez. Só que com um roteiro e qualidade técnica superiores, além de situações muito mais dramáticas.  Eu compararia Breaking Bad a Mad Men, a sua parceira de emissora, só MUITO menos mórbida e com Bryan Cranston, que dá dez à zero em qualquer Jon Hamm.

Breaking Bad, a primeira vista nem tem um grande diferencial ou algo que chame tanto a atenção de todos. Um professor de colegial que descobre ter câncer no pulmão inoperável, pai de família e casado com uma mulher grávida e desesperado começa a vender anfetamina. Isso até lembra Weeds e atualmente Hung (série que deve ter larapiado Vince Gilligan), mas é bem diferente e por isso que impressiona.

A primeira temporada da série pode nem ser uma maravilha (é boa), mas tem uma coletânia de cenas perfeitas. A minha preferida é quando o Walter Whiter, personagem de Cranston, vai visitar um traficante e oferecer seu produto. Quando tudo começa a dar errado e o traficante reagir de forma errada, Walter pega um pedaço de “pedra” que até parecia com meth, explode todo o local e ainda por cima sai vitorioso andando pela rua.

Essa temporada é marcada pela introdução de tudo e como ela teve poucos episódios (somente sete), tudo ocorre de maneira rápida, mas mesmo assim marca, e rende à Bryan Cranston o prêmio de melhor ator de série dramática no Emmy de 2008, desbancando Jon Hamm, Michael C. Hall, Gabriel Byrne, entre outros.

Mas realmente é em sua 2ª temporada que Breaking Bad mostra seu total potencial. E o mais interessante é que a série nem preciso inovar muito, só dar sequência na história do professor com câncer que produz anfetamina.

Boa parte da melhora da 2ª temporada vem da descentralização em Walter e divisão de tempo de câmera com os outros atores. Aaron Paul, que esse ano foi indicado ao Emmy por seu papel na série, esteve perfeito, chegou ao seu auge em Peekaboo que, aliás, foi seu episódio de submissão ao prêmio e o que o faz o favorito a levar a estatueta para casa. Anna Gun, que interpreta Skyler, também foi ótima durante as duas temporadas e até agora não foi indicada a nenhum prêmio como seus companheiros de elenco por não ter material suficiente, mas um dia terá.

Durante a segunda temporada em praticamente todos os episódios foram liberados fragmentos de cenas, como flashfowards, de fatos que não faziam sentido dentro da série, só que na season finale ganharam um que poderá mudar completamente o rumo da série, só que o “como” é meio difícil imaginar.

Vince Gilligan desafia nossa imaginação com aquele cliffhanger e nos deixa ainda mais ansiosos pelo próximo passo na vida de Walt que está com sua doença tomando rumos inesperados, um bom dinheiro, sem uma mulher ou filhos e um avião caído no quintal de sua casa, o que será que Vince quer que nós esperemos?

  1. Lucas Santtos
    11 agosto, 2009 às 8:23 am

    Mauricio já tinha ouvido falar muito sobre a série, mas nunca tinha me interessado em saber realmente do que se tratava! Após ler o seu TEXTO pode ter certeza que já vou baxar o PILOTO pra conferir, comecei baxar Entourage, mas acabei nao gostando e abandonei, quem sabe não seja diferente com Breaking Bad!

    Abraços!

  2. 11 agosto, 2009 às 5:45 pm

    A primeira temporada eu achei bem morna, confesso que não vi nada de mais na série, mas a segunda foi uma das melhores do ano, especialmente graças à atuação de Cranston e Paul. Do seu texto, só não concordo com a comparação com as outras séries, mas de resto é bem isso que penso mesmo…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: