Início > Edie Falco, Nurse Jackie, School Nurse, Showtime > Nurse Jackie: School Nurse (1×04)

Nurse Jackie: School Nurse (1×04)

Nurse Jackie está apresentando vários elementos que está fazendo a série ser invejável. Com isso existe até quem diga que Jackie é a nova True Blood, o grande novo hit da temporada e isso torna as cobranças inevitáveis, mas mesmo prestando atenção em cada minuto e sendo o mais chato possível é quase impossível ver a série errar.

Qualquer série que estreie na Showtime já é meio que um novo hit e praticamente a prova de críticas, que diga United States of Tara, uma das grandes estréias da temporada passada da emissora, a série somente tinha um grande elemento, Toni Collete e assim mesmo conseguiu fazer todos saudassem a inexperiente (em séries) Diablo Cody. Esse ano é a vez de Nurse Jackie, o grande hit da temporada e o novo sucesso da Showtime. Quem responsabilidade, não?

Jackie já apresentou quatro episódios e é quase impossível começar uma resenha da série como esse o episódio da vez não fosse o seu piloto. A série evoluiu, os personagens crescem, tudo se torna ainda mais tenso e quem assiste se apaixona.

“School Nurse” até o momento foi o episódio mais tenso da série. Drama, drama e mais drama. Nem vou perguntar o porquê da série ser apontada como uma comédia, na temporada passada com United States of Tara essa pergunta tornou-se tão clichê que nem adianta mais personagem, as séries da Showtime são assim e ponto final.

Neste episódio nós podemos conhecer ainda mais Grace, filha da Jackie, imaginar os reflexos que a storyline da garota irá causar. Ficar conhecendo um pouco mais do Mo-mo. E ver que existem médicos e médicos.

O grande caso médico da semana já chega ditando a regra do episódio: Crianças. E como eu já disse, esse golpe é tão baixo que até cheguei a odiar amar este episódio. Crianças em séries médicas é sinal de muita emoção. Grace emocionou. O caso médico emocionou. E até Mo-mo emocinou e olha que ele nem é criança.

Grace irá render ótimos momentos para a série. Jackie indicou que percebeu que sua filha tem algum problema. Mães são mães, as primeiras a descobrirem e as últimas a aceitarem. Com Jackie não foi diferente. Mas agora algo será feito.

Mo-mo emocinou com ninguém neste episódio, o caso médico foi ótimo para o personagem, quase nada metafórico e super intenso. Mo-mo é a Bailey de Nurse Jackie, se envolve com crianças como ninguém e isso deu tanta profundidade ao personagem, ele não é somente o gay da série. Pois agora parece que existe uma cota. Ele tem seu espaço e ele tem sua storyline.

Ainda usando as criancinhas no episódio, Nurse Jackie mostrou mais um detalhe. Médicos são médicos. Você prefere ser atendido por um George O’Malley ou por uma Christina Yang? George é o médico bobão, me atrapalhado e todo coração. Já a Christina a médica com não erra, perfeita, mas toda gélida. Nurse Jackie está mostrando que essas são as grandes diferença entre Dr. Coop e Dra. O’Hara, respectivamente eles são George e Christina de Nurse Jackie. Isso ficou tão claro os casos médicos do episódio. O cuidado do Dr. Coop com a sua paciente foi admirável, já a frieza da Dr. O’Hara foi… engraçada, confesso, mas não adequada.

Ainda tivemos Zoey, que esteve no mesmo caso do Dr. Coop, nem preciso mais falar que eu adoro a personagem. Estúpida na medida certa.

Eu estou viciado. Nurse Jackie é viciante. E esse é apenas o começo. Acho que posso esperar por muito mais drama e um pouco mais de comédia. E Edie Falco e o restante do elenco na melhor forma.

  1. 29 junho, 2009 às 10:19 pm

    Você comentou sobre os coadjuvantes no texto e, atualmente, estou adorando a forma como a série está tratando os personagens secundários. A Zoey é ótima mesmo, ao passo que Mo-Mo também me emocionou nesse episódio com aquela história do irmão.

  2. 30 junho, 2009 às 12:47 pm

    Opa! nunca mais apareci por aqui! =)
    Tb to adorando Nurse Jackie. A Zoey é toda lerda ou estúpida, cmo queira, mas eu adoro! kkkkk

    E eu acho q o ‘erro’ q eles fazer ao taxar a série como ‘comédia’ seja devido às premiações. Existe um gênero chamado Dramédia q é onde se encaixa séries nesse estilo como, “Weeds”, “Tara”, “Secret Diary”.. (tds da Showtime inclusive.. hheheheh)
    Mas como não existe essa categoria nas premiações eles escolhe por deixar as series como cômicas por alguns motivos, o plot narrativo mais curto, por exemplo, eu nunca vi uma serie dramática com 25 min d duração. Comédia geralmente sao mais rápidas e talz.. =)

  3. 4 outubro, 2009 às 2:32 am

    Weeds is also a really good series. Id highly reccommend watching it, its really good. If you want to check it out http://www.watchweeds-online.com streams all weeds episodes free. Tell me if you like it.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: