Início > lost > Lost: Whatever Happened, Happened (5×11)

Lost: Whatever Happened, Happened (5×11)

Como eu disse: Que flashfowards e viagens no tempo, o legal mesmo são os flashbacks!– Nesta temporada Lost tentou inovar mais que em qualquer outra e apesar do resultado geral ter sido satisfatório, nada melhor que alguns flashbacks (mesmo que da Kate) para relembrar como a série nos conquistou.

Mesmo antes da ação do episódio começar, algo já havia me chamado a atenção no “Previously on Lost”, essa frase sempre trouxe boas surpresas e sempre nos ajudou a entender o que estava por vir, desta vez tudo começou com alguns fatos que haviam acontecido entre Kate e Sawyer, como o salto do helicóptero e também Cassidy Phillips, a mãe da filha de Sawyer e “amiga” da Kate. E foi neste clima dos flashbacks foram apresentados.

A descoberta de que o cochicho do Sawyer no ouvido da Kate segundos antes dele saltar do helicóptero havia para que ela fosse ajudar sua filha, Clementine, só serviu para mostrar que o personagem havia mudado antes das viagens no tempo, já que além de sacrificar sua liberdade e havia pensando em sua filha renegada. Após isso Cassidy até tentar jogar essa teoria água abaixo, já que ela diz que ela sentia medo e por isso ficou. Mas sinceramente, prefiro acreditar na mudança de Sawyer.

O interessante na aproximação de Kate com Cassidy foi ver que ela serviu como confidente para a Sardenta, que a contou tudo que havia acontecido na ilha. Perigoso, não? Talvez um grande erro de Kate, que não contente de contar para Cassidy conta para a mãe da Claire também, após entregar a Aaron a ela e dizer que estava voltando para a ilha para salvar sua filha, a Claire. Um ato até que nobre, mas que eu não acredito piamente. Na verdade aposto que a Kate voltou pelo Saywer. Assim como o Jack voltou pela Juliet. É lógico que eles poderiam ter outros interesses, mas essas questões sentimentais também estavam em jogo na hora da decisão, principalmente para ela.

E já que eu citei o nome do Jack acima, não posso deixar de comentar que eu assim como ele não ajudaria o Ben Linus, mesmo que em sua versão criança. É sério, Kate, Sawyer e Juliet só podem estar loucos, pois eles acabaram de salvar seu futuro algoz! Mas o pior (ou não, o pior ainda vai vir) é que para salvar o Ben, eles o deram de presente ao Outros, como assim? E (agora sim, o pior) nesta cena eu ouço pior explicação de todos os tempos de Lost “Ele não se lembrará de nada” – É sério isso? – O porquê para o Ben não ter falado nada sobre o passado poderia ser simplesmente, porque ele não quis falar, já que se ele falasse algo tudo poderia ser mudado. Mas essa amnésia do personagem é de desafiar o bom senso e a inteligência do telespectador da série.

Contudo o legal/engraçado do episódio foi ver o diálogo do Miles (fazendo o papel dos roteiristas) e do Hurley (fazendo o papel do telespectador) – Isso foi ótimo. Mas o melhor foi Miles, o que representava os roteiristas ficar sem resposta! Hilário.

Esse episódio de Lost até pode não ter sido a perfeição e nem cheio de acontecimentos. Seus flashbacks não foram os melhores (apesar de pelo menos terem sido flashbacks) e as repostas não foram tão criativas. Mas como eu estou em casa e de férias do trabalho (urru!) esse episódio foi uma boa diversão e não senti ter perdido meu tempo.

Categorias:lost Tags:
  1. 2 abril, 2009 às 9:00 pm

    Kate e Sawyer eu nem digo nada, mas Juliet deve ter bebido alguma coisa mesmo. Só de lembrar dela debruçada em cima do corpo apodrecido do Goodwin, chorando copiosamente, e Ben gritando pra ela “You’re mine” me dá um arrepio. Saber que aquele garoto vai crescer para fazer aquilo com ela, e ainda assim salvá-lo, mostra o quão boa pessoa ela é apesar de tudo o quê já aconteceu com ela e das mortes que ela causou.

  2. 2 abril, 2009 às 11:56 pm

    pura diversão e é bom ver a série descompromissado como nas primeiras temporadas… tem seus mistérios… mas nada como ver por diversão…😀

  3. 3 abril, 2009 às 10:20 am

    Lost nunca é perda de tempo. Apesar desse episódio ser focado na chatola da Kate eu até que gostei também. É, fato…não serviu para muita coisa, só mostrou o paradeiro do Aaron e nos mostrou o quê Sawyer havia dito para a Kate no final da quarta temporada, de resto mais nada.

    Achei estranho ver o esforço de todo mundo para salvar o Ben. Será que eles acham que o garoto teria jeito? Ou são muito bonzinhos mesmo?
    Nesse ponto eu concordo com o Jack que não moveu um dedo para ajudar o garoto. Se bem que Jack é outro que anda bem chatola, aff.

    Miles e Hurley são a melhor coisa dessa série, foram incriveis nesse episódio.

  4. 3 abril, 2009 às 2:40 pm

    Quando o Jack não ajudou o Ben, aconteceu exatamente o que tinha de acontecer, de acordo com a teoria do Miles.
    Eu jamais ajudaria o litle Ben, com aqueles olhos maléfios e seu sanduíches envenenados.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: