Início > Brothers & Sisters, Brothers and Sisters > Brothers & Sisters: 2ª temporada

Brothers & Sisters: 2ª temporada

6a00d8341c591153ef00e5506ba8078834-800wi

Diferente da maioria das séries que tem que seguir somente um caminho e não podem desviar deste senão perderão seu rumo e com isso acabarão fazendo um monte de besteiras, fugindo da realidade da produção, Brothers & Sisters é uma série que pode viajar em qualquer direção, claro desde que fiquei dentro do real, isso acontece porque a série nunca investiu em uma trama sofisticada e até pelo contrário, a série sempre foi pé no chão e real, o que permite a série passear pela política, guerras, sexualidade e até casamento gay.

Muitos acontecimentos marcaram esta temporada e fizeram reviravoltas gigantes em toda a trama, muito provavelmente a maior revelação da temporada foi sobre o R da senha do William Walker. Não o R não era de Rebecca, que nem filha do William, mas sim de Ryan, o mais novo bastardo dos Walker e que provavelmente irá balançar toda a estrutura da série, na 3ª temporada da produção.

Fora a novidade sobre o novo Walker, a temporada ficou marcada pelo casamento de Kitty Walker com o Senador Robert McCallister. O casamento do Kevin com o Scotty. A quase falência da Ojai Foods. A revelação sobre a sexualidade do uncle Saul. E claro, a não paternidade Walker de Rebecca.

Na trama de Kitty além do casamento com o Senador McCallister, foram deixadas marcas após ela perder o bebê que eles esperavam e também a decisão de adoção após várias tentativas frustradas de engravidar por métodos naturais e alguns não tão naturais assim. Robert também desistiu de concorrer à presidência e até de ser o vice após ter perdido as primárias. E com isso fiquei me perguntado qual será a trama para o personagem a partir de agora, somente ser pai é uma boa história?

Kevin e Scotty, assim como Kitty e Robert, trocaram alianças. Mas os dois não são mais os mesmo de antes, não animam. Na verdade isso é mais culpa do Scotty, que me faz pedir desesperadamente pelo retorno do Jason McCallister ou ainda o Chad (lembram dele?). O problema do Scotty é como ele foi escrito e as mudanças que ele foi sofrendo durante os episódios, ele já foi mais insuportável, mas ainda não está bom. O Scotty legal era aquele dos primeiros episódios da 1ª temporada, não este cheio de ideologias que discute por qualquer motivo com o Kevin. Contudo, no último episódio da temporada o personagem sofreu uma aprofunda por causa da apresentação de sua mãe (que mais parecia sua irmã) e seu pai, que não o aceitam e não foram ao seu casamento.

Também nesta temporada, Rachel Griffiths com sua Sarah Walker tornou-se merecedora de todo e qualquer prêmio que ela ganhou ou que deixou de ganhar, principalmente pela reta final, onde Sarah se viu desesperada após a Ojai Foods, empresa que seu pai a deixou, escapar por suas mãos com uma decisão inconseqüente de Saul. Fora isso, tivemos todo o processo de divorcio da personagem e também a briga pela guarda dos filhos (que após isso, nem apareceram mais na série). E ainda falando de Sarah, o que foi o seu momento Cher no bar gay no episódio doze da temporada? Histórico!

Tio Saul além de ter quebrado a Ojai Foods, em uma trama super arrastada, que provavelmente durou desde premiere até a season finale da temporada, revelou que era gay e que sempre foi apaixonado por um homem. A trama do personagem poderia ter sido apresentada e ter sido mais rápida, menos cansativa e ao longo da temporada ele poderia ter desenvolvido um relacionamento, mas nada disso foi feito. E o máximo que ele fez foi se revelar para todos.

A matriarca da família também desenvolveu alguns relacionamentos, mas nada de tão empolgante e que só valeu pelas participações de Chevy Chase e Danny Glove. Fora isso, Nora serviu como o apoio para todos os filhos em momentos complicados. Sally Field estava ótima, mas um pouco apagada em relação à 1ª temporada.

Outro destaque da temporada foi Emily VanCamp que sempre me agradou, mas que por alguns sempre foi criticada, principalmente na 1ª temporada com a introdução e as situações em que a Rebecca esteve envolvida. A relação que a personagem irá desenvolver com Justin Walker chega até ser empolgante, mas nada comparado a quando ela era a nova Walker.

Patricia Wetting também é uma atriz que me agrada, mas não agrada ao resto do mundo. Gosto das tramas desenvolvidas para Holy e principalmente adoro toda e qualquer cena dela com a Nora.

Um personagem que não teve muito destaque na temporada foi Tommy Walker. E com isso da para entender todos os boatos da 3ª temporada. Mas também Tommy é um personagem totalmente descartável e que só era salvo por alguns momentos coma Julia, que também estava totalmente apagada na reta final da temporada.

Concluindo: A 2ª temporada em alguns momentos superou a 1ª temporada da série, principalmente nos primeiros episódios, porque depois veio a greve dos roteiristas e o nível caiu um pouco, mas nada de tão alarmante, até porque depois tudo foi resolvido e a season finale desta temporada foi melhor que a anterior.

  1. 4 março, 2009 às 5:16 pm

    Brothers & Sisters é otimo, sem sombra de dúvida.
    Não acho que essa temporada foi melhor que a primeira não, mais ainda assim a série teve uma temporada razoável.
    Sem dúvida nenhuma um dos melhores dramas do momento.

    Abraços

  2. 5 março, 2009 às 12:00 pm

    B&S encanta qualquer um que assiste, a trama é mto bem amarrada, possui um elenco de peso que se entrosam muito bem e quanto as suas expectativas pela 3° temporada fiquei loco pra posta algo aqui sobre Ryan e até sobre Tommy mas ia sair spoilers ai preferi nao
    que posso dizer 3° temporada continuam excelente
    to considerando a melhor temporada de todos
    essa semana o episodio que vai ao ar resolveram fazer um mega evento com dois episodio especiais
    tipos aqueles eventos que acontecem nas temporadas de greys
    bom ver vc tbm comentando sobre B&S pouco blogs dao o destaque que este seriado merece
    abraços

  3. 6 março, 2009 às 3:18 am

    Achei a segunda temporada bem melhor que a primeira, inclusive ficou no meu top 5 do ano. Meus episódios preferidos foram os dois últimos, quase perfeitos!

  4. antonio08
    16 março, 2009 às 1:01 pm

    Olha, eu vi a segunda temporada e tal e posso dizer que, pelo menos pra mim, é a melhor até agora. Os dramas que foram iniciados na primeira se intensificaram de tal forma que provocaram em mim um momento para-aí-que-eu-preciso-respirar. xD Tudo muito bem bolado, a família cada vez mais, digamos, problemática – e eu adoro isso! -, gente nova na área, a Kitty que, confesso, é a minha preferida ainda melhor que de primeira vista… E, apesar de um ou dois episódios não tão satisfatórios assim, principalmente pela season finale, a série valeu muito a pena. Preciso URGENTEMENTE voltar a vê-la. A terceira temporada que me aguarde…

    Bem, acho que é isso!

    E, momento cara de pau, quem gostar de sitcom – pelo menos é só isso que tem lá até agora! xD -, nem se for só pra dar uma passada, visite o Crazy About Series – Em Estado Experimental:

    http://www.crazyaboutseries.wordpress.com

    Abraço!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: