Início > sarah connor chronicles, Terminator: The Sarah Connor Chronicles > Terminator – The Sarah Connor Chronicles: Some Must Watch, While Some Must Sleep (2×16)

Terminator – The Sarah Connor Chronicles: Some Must Watch, While Some Must Sleep (2×16)

tscc-216-some-must-watch-2

Misturando o real com o irreal, Terminator mais uma vez confundiu a todos e mostrou um episódio que inicialmente não valeria nada, que pelo seu meio não valeria nada, mas que por seu final, toda a lengalenga inicial foi compensado.

Como eu já cansei de dizer, Sarah Connor Chronicles está tomando estranhos rumos e desde o inicio da temporada está nos enrolando. Esse episódio é reflexo de três episódios atrás, a história que poderia ter sido solucionada em um único foi super estendida e está cada vez mais cansativa. E justo agora que Sarah aparentemente se esqueceu dos três pontos. Contudo, veio essa outra trama cheia de lengalengas para atrapalhar. Tudo bem que esse clima de enrolação está acontecendo desde o inicio da temporada, mas esse fato nunca havia se tornado tão desanimador. Até porque no inicio da temporada todo esse lengalenga ficava em volta da Summer Glau com sua brilhante Cameron, então não havia motivos para reclamar, tudo estava de acordo. Contudo, nesses últimos episódios Summer Glau nem teve destaque, foi uma simples coadjuvante em uma série que ela já chegou protagonizar. E roubando o lugar de Cameron, veio Sarah com sua demência. Será que ela está com o câncer, mesmo?

Outra personagem que não anda tendo o destaque adequado é Catherine, nesses últimos episódios a personagem tomou rumos interessantes, mas parece que insistem e fazer com que ela só apareça para desenvolver sua trama em alguns episódios. Deixando novamente tudo estendido.

É fato que o que era admirável na série: sua forma de contar a história e apresentar os personagens; acabou virando seu maior defeito. Contudo, como eu disse, o final do episódio foi compensador:

No inicio de tudo, Sarah estava em uma espécie de clínica do sono, pois não dormia há algumas semanas e para isso tomava algumas injeções e descansava. E enquanto ela dormia, sonhava com Ed Winston, o homem que ela pensava que havia matado, mas na realidade estávamos vivos, como nós descobrimos no episódio passado. Mas o que Sarah não sabia é que era tudo ao contrario, ela estava com Ed Winston e sonhava que estava na clínica, local onde ela foi assassina e John também, mas é claro que em um sonho.

Quando Sarah se dá conta disso uma seqüência de cenas que arrepiariam qualquer um acontece. Sarah morde seu pulso, quebra sua mão e sai para brigar com Ed Winston. Onde, no auge de sua fúria e loucura, ela acaba o matando e confessando que nunca havia matado um ser humano antes, por isso estava atormentada com a idéia de ter feito isso e por isso teve tudo os surtos, confundindo o real com o irreal.

Apesar de toda trama estendida Lena Headey estava ótima em todo o arco. Mas agora, chega desses arcos que não nos levam a nada!

  1. 2 março, 2009 às 7:00 pm

    Maurício, concordo com vc…acho que a série tá enrolando demais em algumas coisas e tá ficando cansativo de mais assistir aos episódios. Sei que o foco da série não é a ação e sim os dramas pessoais dos personagens, mas escolheram a história errada pra fazer isso…Terminator exige ação e arcos relevantes. Espero que daqui pro final da temporada as coisas melhorem, pq senão, acho que não teremos uma 3ª temporada.

    Abraço!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: