Início > séries > Gossip Girl (2×15) e Private Practice (2×11)

Gossip Girl (2×15) e Private Practice (2×11)

Gossip Girl, 2×15: Gone with the Will

Às vezes, ou melhor, quase sempre pego alguém reclamando de Gossip Girl e em 90% dos casos eu defendo a série. Mas se alguém reclamar na minha frente sobre a baboseira do irmão dividido entre Serena e Dan, eu ajudarei a malhar o Judas!

Jenny e Eric, que de longe são a única coisa mais perto da realidade teen da série, souberam lidar com essa descoberta. Lily e Rufus, que de longe são o melhor casal da série e os pais do bastardo também souberam. Mas não sei por que o episódio inteiro teve de ser criado um clima de “não podemos namorar, isso é feio” para Serena e Dan. Sério? Tudo bem que eles são uns babacões e Serena só presta quando mostra seu lado mais bitch (vide episódio em Yale), mas não foi pra tanto. E pelo menos essa situação se resolveu em um episódio.

Enquanto toda a trupe do parágrafo acima trabalhava com a descoberta do irmão dividido, Blair e Chuck, que do nada e sem mais porquês começam uma relação, sofreram com um a armação de Jack Bass e mesmo que não tivessem sofrido alguém acha Chuck Bass seria capaz de tomar conta das indústrias Bass? Das duas umas: Ou Bart Bass sabia que logo, logo seu filho iria infligir os termos do contrato (o que eu não duvido) ou ainda o velho Bart estava começando a caducar! Não vou dizer que Jack é a pessoa certa, mas melhor que Chuck ele é sim.

Voltando ao pessoal que divide o irmão. Foi legal ver Jenny de vela entre Eric e seu namorado, Jonathan (?), mas Jenny boazinha não é tão legal e ao menos que ela “pegue” o Jonathan do Eric eu acho melhor isso parar, porque eu quero a Little Bitch que à dentro da Jenny de volta!

Lily e Rufus, que com já foi dito, são o melhor casal da série, passaram o episódio inteiro atrás de seu filho em Boston. E como eu já disse no meu review passado, eu estou com Lily. Não adianta o que aconteceu antes, nem ela e nem Rufus tem o direito de modificar a vida da “criança”. Mas agora eles foram enganados pelos pais adotivos e quando Lily realmente souber que isso aconteceu, eu aposto que ela mudará de idéia e irá atrás de seu filho, que eu “aposto” que é uma filha.

Enquanto o pessoal acima penava com todas suas histórias, ainda tivemos as garotas da escada, que eu adoro! Após Blair castrar-se de toda sua maldade e somente fazer algumas piadinhas maldosas sobre os outros personagens, tinha de aparecer alguém para ser o novo anticristo da série e parece que o lugar já foi ocupado pelas garotas. Não que a atuação delas sejam boas longe disso, até acho Nicole Fiscella que interpreta a Isabel, uma atriz tão péssima que nem sabe se posicionar na frente da câmera. Mas fazer o que? Blair aposentou e quem não tem cão caça com gato.

Private Practice, 2×11: Contamination

pp111Apesar do pesares e todas as reclamações dos xiitas de Grey’s Anatomy. Private Practice nesta temporada está simplesmente brilhante e o que é melhor sem nenhum fantasma de Denny Duquette.

O caso médico deste episódio foi simplesmente O caso médico. Uma coisa que Private sabe fazer muito bem e nesta temporada Grey’s vive tentando é ser polêmica. Primeiro foi o caso pedófilo (uma caso brilhante) e agora foi à vacinação versus o autismo.

O caso citado acima ficou nas mãos do Cooper e eu acho que não poderia ter ficado nas mãos de melhores. Acho que Cooper é um único personagem da série que consegue agradar tanto no lado profissional quando no pessoal em um episódio só.

E o lado pessoal do personagem desta vez envolveu a Violet. Agora que ele largou da Charlotte e o Pete começou a ter um caso com a Vie, provavelmente só agora e com essa sensação de perda e ele percebeu que nunca deixou de gostar da sua amiga. Aliás, Cooper & Violet é o casal mais aguardado da série e quando eles realmente ficarem juntos eu nem sei mais o que irá acontecer, só sei que os outros personagens nem precisarão mais existir.

Algumas coisas foram incríveis de se perceber. Como Violet tornou Pete mais suportável, não? E também como que com essa caso do Copper todos os outros personagens passaram praticamente desapercebidos e por fim, como ainda não foram capaz de perceber que o Kevin, o policial da Addison, não agrada!?

  1. Rodrigo
    18 janeiro, 2009 às 1:47 pm

    Gossip Girl tá um porre desde o epi 13. Tem drama demaais x_x

  2. 18 janeiro, 2009 às 1:55 pm

    Realmente esse casal de PP arrasou! Ainda vou ver o dessa semana (2×12). Só vi o de Grey’s q teve a mae do Derek em Seattle e o q posso fazer? Gosto pq eh Grey’s… Mas nao sei se colocar Violet e Cooper juntos vai dar certo. Tenhu medo q estrague ou vire um casal tipo George e Izzie…
    Bjus e bom domingo!

  3. 18 janeiro, 2009 às 2:16 pm

    Concordo com tudo o quê você disse na review de GG. Só acho que a Amanda Setton, a Penelope, anda fazendo bonitinho sim. Não é uma Leighton Meester, mas não compromete como a Fiscella, ou como a Jessica Szohr.

  4. 24 janeiro, 2009 às 11:16 pm

    Idem à Rodrigo…… *_*

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: