Séries da semana: De tudo um pouco.

Na semana passada muitas das minhas séries não foram exibidas: Desperate Housewives, Gossip Girl, Grey’s Anatomy e se não me engano, Private Practice. Então essa semana irei fazer um resumão com tudo que eu vi nesse final de semana que passou. Entre as séries comentadas estão: Old Christine, um episódio atrasado de Private Practice, Cold Case, Samantha Who? e 30 Rock.

The New Adventures of Old Christine, 4×10: Guess Who’s Not Coming To Dinner

Como eu adorei esse episódio. Teve de tudo, e, até um pouco de drama, claro, bem a cara da série, mas teve. Finalmente conhecemos da famigerada Angela, mãe do Matthew e da Old Christine. Acho que todos sempre estivemos mais que curiosos para saber como seria e quem era essa víbora. Mas, na realidade a Mamma Campbell é um docinho. Pelo menos para nós telespectadores e o Richard, sua noiva, New C e a Barb.

As situações cômicas do episódio foram demais. Destaque total para os Kimble, Matthew, Christine e Angela. Que brilhante escolha essa a da Brenda Blethyn, não? E, eu pensando que por a atriz não fazer o tipão de má, ela não iria agradar.

Como eu adorei as cenas da Christine com o Ricchie, ela gritando: “Ricchie, corra, corra!”. Ou então a cena final com a Angela e a Old C, a filha dando todo apoio para a mãe. Fazendo-a mudar. Quando o então sumido Papa Kimble aparece. E, a Angela começa a culpara sua filha, por tê-la feito comer o peru. Fora as ótimas cenas do Matthew com sua namorada no quarto, que era templo de D&D. Finalmente a série voltou a sua boa forma!

Private Practice, 2×06: Serving Two Masters

Fraco, mas como umas ótimas tiradas. Sério, até me senti assistindo uma série de comédia. O que será que aconteceu com os dramas prometidos na série? Private está tão light está temporada. Estou achando que a Shonda pensou o seguinte: Em uma clinica onde as consultas são pagas e em meio a uma crise financeira, as pessoas não pagam para ir a médico. Só pode ser.

Será que mais alguém além de mim e a Natie (do Orion in the Sky) achou bem estranho (Ok, ao mesmo tempo legal) aquele diálogo da Addie com a Nay sobre o passado “Mc” dela? Pois é para quem não sabe, Derek foi citado na série. Tudo para falar que a Addie está frágil e ainda não se recuperou do passado, mas que está pronta para isso.

Ainda tivemos a relação mais badalada e sexual da série se tornando pública. Às vezes eu acho o Cooper tão romântico. E, olha que era para ele ser uma espécie de Sloan da nova série, só que mais bobão. Agora todo mundo sabe o que ele faz com a Charlotte, mas ninguém sabe o que a Charlie faz em cima da clínica. Mistérios misteriosos de Private Practice.

E, Dell pai? Como assim?

Cold Case, 6×03/04/05: Wednesday’s Women/Roller Girl/ Shore Leave

Apesar de Cold Case ser minha série policial preferida. E, uma das únicas do gênero que eu suporto assistir. Eu sei ver vários defeitos na série. Percebo que esta temporada está bem fraca, que nem de longe lembra à brilhante 5ª temporada. Que por várias vezes os personagens principais da série são o mais sem-graças possível. Várias incógnitas se formam na minha cabeça ao ver uma pessoa lembrar-se de um crime que aconteceu a mais de 50 anos atrás, como todos os detalhes e mais bizarramente não tendo participado do ato. Surto ao ver algumas pessoas esconderem a verdade, mas de uma hora pra outras, num passe de mágica começaram a falar tudo que sabem. E, as confissões então? Mas, não sei por que por muitas vezes esses eu não ligo para esses fatos, pois Cold Case é pura diversão. Uma série policial para mulherzinha, que por muitas vezes se torna água com açúcar, mas eu adoro!

Confesso que o caso das “Mulheres da Quarta” me surpreendeu. Adoro desfechos com mancomunações. E apesar de não terem sido as amigas da defunta quem cometeram o crime. Elas ajudaram a encobri-lo. Eu não sou um simpatizante de episódio nos quais os crimes aconteceram há décadas atrás, mas quando eles mexem com história, história real, eu me apaixono. O episódio contou a história de mulheres que iam a Mississipi alfabetizar crianças negras em plena guerra civil. E, o mais legal é que para todos elas não passavam de simples vendedoras de tupperware (até lembrei-me da minha avó nesta hora). E, aquele finalzinho, onde é revelado quem é o assassino da Miriam, eu até me emociono, ela descrevendo seu produto: “Veja só o frescor! É simples.”. Como tudo foi bem feito neste episódio, não? Até o reencontro das amigas no final foi bom demais!
Já em Roller Girl, o buraco fica mais embaixo. O episódio foi bom, mas não foi lá aquelas coisas. Totalmente previsível. Quem não iria adivinhar que o garoto mal amado iria matar sua paixão? Gostei bastante da atuação da garotinha que interpreta a assassinada da vez, Missy. Mas, de resto. Ah! Lilly andando de patins com o Jeffreis foi o auge do episódio.

Sinceramente, eu me emocionei com “Shore Love”. Justo eu que não gosto de episódios antigos e de amores eternos. Mas, foi tudo feito tão direitinho! Casalzinho apaixonado, uma noite de amor. Só não gostei do desfecho, muito previsível. Estava na cara que nenhum dos bonzinhos iria ter matado o soldadinho de chumbo, Tully.

Uma coisa que ainda se vale comentar nos dois primeiros episódios desses pretensiosos comentários. É que finalmente Lilly voltou a ter uma vida amorosa, ela precisa! Mas, aonde Saccardo se meteu após isso. Justo quando as coisas iam ficar boas. E, estou achando que mais cedo ou mais tarde vai rolar algo entre a Agente Milles e o Scott, ou estou errado?

Samantha Who?, 2×07: The Farm

Christina Applegate é uma ótima atriz. Mas acho que todos percebem que sua personagem, a Sam apesar de ser a grande estrela do show, às vezes ela nem é tão grande assim (da para entender?).

A verdade é que a Samantha até aparece mais, tem mais tiradas. Mas, quando a Regina ou a Andrea aparecem tudo muda em direção delas. As tiradas delas são as melhores e as duas são personagens fantásticas, que sempre chamam a atenção.

Neste episódio apesar de praticamente toda a história centrada na Sam. Foi Andrea o grande destaque. Quando ela aparecia o mundo se inclinava para ela. A verdade é que a Andrea é uma personagem tão humana, porém ao mesmo tempo tão escrachada, que em toda cena sua nós esperamos um comentário maldoso vindo de sua parte ou um surto da verdade. Andrea Rocks!
Mas, na trama central. Tivemos Sam levando seu novo namorado, o Owen a um jantar na sua casa. Com direito a um surto do Richard, incluindo comentários canibais. E uma visita da Sam a uma granja… Mas, como da para imaginar com meus comentários, essa história não foi tão boa quanto à da Andrea. Esposito Rules!

30 Rock, 3×04: Gavin Volure

s3-10a

Mais um episódio de 30 Rock e mais uma participação super especial na série. Desta vez quem entrou na roda foi Steven Martin, com seu personagem apaixonado pela Liz, Gavin Volure. O personagem também era um trambiqueiro e adorava inventar histórias, com suas síndromes e uma tentativa de suicídio.

Novamente a série abusa das piadas rápidas e de referências pop. Achei esse episódio tão corrido, que em minha opinião ele poderia até ter durado mais tempo, quem sabe uma meia hora. E, mais uma vez, apesar da grande participação especial o episódio foi do Tracy. Não sei o que está acontecendo, mas eu nunca gostei tanto do personagem como nesta atual temporada.

  1. 3 dezembro, 2008 às 12:45 pm

    A única coisa que não foi tão legal no episódio de Old Christine foi a falta da Lindsay e a Marly. Se elas tivessem aparecido, nem que fosse só um pouquinho, pra espezinhar a Campbell, o 4×10 seria perfeito. E eu nunca desconfiei da Brenda Blethyn. Conheço outros trabalhos seus, como Saving Grace e Orgulho e Preconceito, e posso dizer que ela é uma atriz completa, que interpreta o que derem pra ela. E, com certeza, a melhor cena do episódio foi a final, quando o papa Kimble – o Campbell, Maurício, é do Richard! – volta pra casa, a Angela cospe o pedaço de peru que tinha na boca e enfia de volta na bandeja, jogando a culpa na Christine – e ela, toda boba porque a mãe, enfim, a elogiou. Seria muito bom se ela aparecesse mais vezes. Não só ela, como o velho e flatulento papai também!

    Também vi o episódio de Samantha Who?. Acho que a Samantha na história é como se fosse o leite moça num beijinho: apesar de ser muita coisa e fazer tudo o resto ficar “junto”, ela não é tudo. E o coco, o cravo, o papelzinho que vai por debaixo do doce também fazem parte dele e o fazem ser o que é: tão delicioso. Pelo menos pra mim. E esses outros ingredientes, que não são o principal, dão todo um gosto especial ao prato. Andrea, Regina e Dena são esse “suporte”. Ou, como você diria, Maurício, “coadjuvantes de luxo”. Mas, sobre os aspectos mais práticos do episódio, posso comentar que foi excelente. A Andrea acabando com o chefe – lembra muito meus momentos de sinceridade… -, os Newly dando voltas e voltas com o fato de Owen ser vegetariano, a Sam zoando com o fato do Todd ser canadense – falando “hoose” em vez de “house”! – e a cara de traumatizada dela depois de voltar da granja, e a cena dramática entre a Deena e o Chapman enquanto assistiam Austrália foram os momentos mais especiais de todo o 2×07.

    Não vejo Private Practice, nem Cold Case, mas 30 Rock verei o mais rápido que puder. Adoro a Tina.😛

    Abração e até a próxima.

    PS: Esperando ansioso pelos comentários sobre a 1.ª temporada de It’s Always Sunny in Philadelphia.

  2. 3 dezembro, 2008 às 5:04 pm

    As minhas comedias atuais 30 minutos estao atrasadas por causa de Seinfeld, entao passei rapido pelos comentarios delas.
    Cold Case eu vi ate o 4. To vendo pela Warner e por enquanto to achando todos os epis mtu legais. Adoroooooo esse tipo de serie. Queria ter mais tempo pra ver tbm Without a Trace e Mentalist, mas deve ficar pro mid season… Agora a Lilly ganhou uma vida pessoal ne? Uhull! Tanto q a atriz reclamou, q suas reclamações foram atendidas…
    Eu sempre acho PP relax e terapeutica. Nao eh a serie das grandes emoções, mas q eu gosto mtu de sentar pra ver. E como eu queria q o Cooper terminasse com a Charlotte. Ela eh TAO chata… hehe… Mas nao queria q ele ficasse com a Violet, eles sao bons como amigos. Se eles tivessem alguma coisa ia virar George e Izzie. E Dell pai! Surpresa totaaaaaal!
    (P.S.: Gostei de ver meu nome no post… hehehe…)

    Beijoos!

  3. 3 dezembro, 2008 às 5:54 pm

    Só vi cold case e old christine.
    cold case tá bem fraco, mas esse wednesday’s women foi sensacional. christine foi comico, adorei a atriz que faz a mãe dela.

  4. 3 dezembro, 2008 às 7:44 pm

    Hum. Não vejo nenhuma delas, mais preciso dizer que volteeei, finalmente e malz a ausência nos comentários aqui😉

    Abraços.

  5. 3 dezembro, 2008 às 8:37 pm

    Desses episódios, o único que vi foi o de “Old Christine” e adorei, para mim foi o melhor da temporada ao lado do primeiro. O que eu mais gostei foi a insinuação da Barb sobre o assassinato de seu pai. Abraço!

  6. 4 dezembro, 2008 às 5:06 pm

    Old Christine, Private Practice e Cold Case eu não vejo. =/
    Samantha Who eu vejo mas ainda não vi esse episódio. auhauhuahau desses o único que vi foi o de 30 Rock. Adorei a participação do Steve Martin, foi um ótimo episódio, e o até agora o personagem do Tracy está sendo muito bem aproveitado, não é dos meus preferidos, mas ele realmente tá ótimo.

  7. 4 dezembro, 2008 às 9:59 pm

    Puxa, tô super curiosa pra ver a mãe da Christine! Do jeito que eles falam dela… eu só tenho que ter paciência pra baixar, mas demora demais!

    Quanto a Cold Case, eu tbém não gostei disso: quando as coisas começam a engrenar pra Lily e o Eddie, cadê ele?! Pior que deve ficar nisso né, pq o ator vai entrar em outra série… pobre Lily! Ainda espero um dia vê-la com o Scotty. E não acredito nele com a Kat, acho que aquela situação deles foi pra mostrar a amizade, só isso mesmo.

    Mas, nunca se sabe…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: