Início > desperate housewives > Desperate Housewives (5×02): “I’m” So Happy You’re So Happy

Desperate Housewives (5×02): “I’m” So Happy You’re So Happy

Não entendi o porque deste episódio ter sido tão criticado nesses últimos dias. Ele teve de tudo, claro com um pouco menos de humor, mas, mesmo assim foi um prato cheio, e, cada vez eu vejo mais a primeira temporada dentro desta atual temporada, só que com todos os valores invertidos.

Lembram na primeira temporada, Lynette, a mãe desesperada por causa de seus pestinhas, que no finalzinho da season se vê forçada a trabalhar e na temporada seguinte vira “o chefe da família”. Bree, a dona de casa perfeita que tem dois filhos adolescentes que sempre dão dor de cabeça. Gaby, a princesinha fútil das desperates, que gostava da situação em que se encontrava, sem ter de se apegar as pessoas, só a bens materiais, e, Susan a desperate-amor e ingênua.

Nesta temporada o que aconteceu foi o seguinte, Bree pegou essa coisa de trabalho da Lynette, Lynette os filhos problemáticos de sua amiga ruiva, Gaby acabou tendo filhas no mesmo nível que os pestinhas da Lynette, Susan acabou ganhando o mesmo ar de não se apegar da Gaby e Edie acabou se tornando a desperate ingênua. Tudo de bom da primera temporada está ai, só que invertido e um pouco mal aproveitado.

Eu concordo com quem disse que este episódio de DH, não foi tão engraçado. Mas, vale lembrar que a série é uma dramédia. O drama está presente nela e foi isso que nós vimos na maior parte do episódio.

Fazia tempo que eu não via Marcia Cross me emocionar, ela que na temporada passada passou por uma fase de comédia, nesta temporada ganhou um novo gás com drama de seus possíveis problemas com seu marido e também, com o sucesso subindo a cabeça. Me falem que a última cena da Marcia com o Kyle não foi brilhante? Os dois estavam em sintonia e foi neste momento que eu vi uma velha Bree que havia sido esquecida.

Mas, enquanto uma manda muito bem, outra só me decepciona. Susan vem se tornando um grande problema para a série ao longo das temporada, na primeira temporada, Teri Hatcher foi um dos maiores chamarizes para os fãs, “a volta da Lois”, mas após a primeira temporada Susan se tornou um pé no saco. Eu vi uma melhora na personagem na temporada passada – Vidê o episódio Mother Said – Mas parece que insistem em tratar Susan como uma estúpida. E para que está servindo essa passagem de Gale Harold por Wisteria Lane? Só mais um salário alto a ser pago. Ah! E tivemos a já tradicional passada do Karl por esta temporada.

Outro grande destaque do episódio foi Dave, como eu disse no meu review passado essa contratação de Neal McDonough foi brilhante. O ator combina com a série, ele transparece essa coisa desperate. E, eu não me surpreenderia se Ms. McClusky ganhe outro Emmy por esta temporada.

No meu review eu critiquei a estória da Gaby, mas neste episódio Eva Longoria foi tão bem. Que eu acabei mudando minha opinião. Até porque Gabrille se revoltou com sua situação de pobreza – Era isso que estava faltando – Também tivemos o Ricardo Chavira, fazendo aquelas poses para foto, foi demais, mas, nem por isso eu gosto desta estória de cegueira do personagem – Até quando meu Deus! – Eu penso que eu dia Mary Alice Young irá dizer: “Carlos Solis ficou cego há alguns anos atrás, sua mulher ficou desesperada com esta situação, mas, ela não o abandonou, ele também recebeu o apoio de todos, o carinho… Talvez Carlos tenha gostado desse apoio, desta atenção. Mas, um dia Carlos viu que seria preciso voltar a ver, e, foi isso que ele fez” Okay, Marc Cherry é melhor do que eu, mas ai está a intenção. E, também teve a cena de Longoria com Cross, no armário foi a melhor cena de comédia do episódio.

Por último, mas não menos importante, nós temos Lynette, que voltou as origens. Atrapalhada, sem ser songa e engraçada sem escrachada. Para mim Felicity Huffman é sempre brilhante – Não é atoa que ela é uma das minhas atrizes favoritas – E, eu gostei muito da trama dela neste episódio, filhos adolescentes, mãe que se acha ausente…

O episódio pode ter sido mais fracp – Apesar de eu não ter achado – Mas, Desperate Housewives sempre faz isso, Marc Cherry enrrola, enrrola e no fim sempre nos surpreende.

  1. 11 outubro, 2008 às 7:08 pm

    Ainda so vi o primeiro e simplesmente adorei! DH esta optima. Abraço🙂

  2. Cayo
    11 outubro, 2008 às 11:20 pm

    Não sei pq o pessoal pega no pé da Susan! Amo o personagem dela!! aff

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: